“BIRDMAN” É O GRANDE VENCEDOR DO OSCAR 2015

Birdman_oscarDepois de uma temporada de premiações temerosa, onde “Boyhood” vinha papando quase tudo injustamente, os principais sindicatos e o Oscar corrigiram isso e premiaram “Birdman” como o melhor filme de 2014.

O longa levou quatro estatuetas, incluindo direção para Alejandro González Iñárritu, premiando assim, consecutivamente, um mexicano na categoria –  lembrando que Alfonso Cuarón levou o prêmio ano passado – e que, estranhamente, não esteve na festa para entregar o prêmio ao amigo.

Com isso, soltamos um grito preso em nossa garganta há meses: CHUUUUPA LINKLATER!!!

Quem sabe daqui a 12 anos, Linklater...ou talvez NUNCA!!

Tente novamente daqui a 12 anos, Linklater…ou talvez NUNCA!!

Vencedor também do Independent Spirit Awards no sábado anterior ao Oscar, tornou-se o terceiro filme nesta década a vencer ambos os prêmios, algo muito raro pois, teoricamente, seriam os dois extremos da indústria. Resta, então, a ‘pergunta Tostines’: foi o Independent Spirit que deixou de ser indie, ou a Academia deixou de prestigiar os blockbusters, fato que permaneceu por tempos como característica marcante da premiação?

Nas categorias de atuação não houveram surpresas, especialmente entre os coadjuvantes; o que foi bom para a parte masculina, e péssimo para a feminina em vários sentidos.

Enquanto J.K. Simmons, que levou mais do que merecidamente seu Oscar por “Whiplash“, fez um dos discursos mais leves e significativos da noite, Patricia Arquette, vencedora por “Boyhood“, fez um discurso feminista inflamado sobre o salário diferenciado entre gêneros que beirou o ridículo, visto que é assunto é bem mais complexo do que o pequeno cérebro dela pode conceber.

patricia-arquette-meilleure-actrice-dans

Se por um lado a vitória de Julianne Moore por “Still Alice” – que em pouco tempo foi alçada a um patamar que nunca atingiu, como se nunca tivesse errado feio na carreira – foi mais do que previsível e até justa, a de Eddie Redmayne em “The Theory of Everything” gerou certa expectativa pela disputa acirrada que mantinha com Michael Keaton. Vamos ver se agora, com um prêmio logo tão cedo, ele consiga escolher melhores projetos do que o horrendo “Jupiter Ascending“.

Redmayne2

Outro filme que se consagrou com quatro prêmios na noite foi o pseudo tudo “The Grand Budapest Hotel“, que venceu três dessas categorias previsivelmente. A surpresa ficou por conta do prêmio de trilha sonora para o francês Alexandre Desplat, indicado anteriormente por sete vezes e que, este ano, ainda tinha outro trabalho nomeado. De longe foi um dos prêmios mais injustos da noite, apesar da grande torcida que havia para que ele finalmente levasse. E conseguiu. Porém, novamente, com um trabalho sem intensidade, o qual ninguém saberá qual é se ouvido fora do filme. diferente de Hans Zimmer, que entregou outra maravilhosa e marcante trilha em sua parceria com Nolan.

E claro que não poderíamos deixar de comentar um dos grandes momentos da premiação, as vitórias em edição e mixagem de som para “Whiplash“, considerado por muitos, inclusive por nós, como um dos melhores filmes de 2014. O longa, que desde o começo estava previsto para sair somente com um prêmio, acabou se saindo melhor do que esperado e levou outros dois prêmios justíssimos.

BN-GL707_0115wh_G_20150115142126

Veja a lista completa de vencedores. Comentem, opinem e discutam, ano que vem teremos mais.

MELHOR FILME
BIRDMAN OR (THE UNEXPECTED VIRTUE OF IGNORANCE)

MELHOR DIRETOR
Alejandro González Inãrritu – Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance)

MELHOR ATOR
Eddie Redmayne – The Theory of Everything

MELHOR ATRIZ
Julianne Moore – Still Alice

MELHOR ATOR COADJUVANTE
J.K. Simmons – Whiplash

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Patricia Arquette – Boyhood

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
The Imitation Game

MELHOR DESENHO DE PRODUÇÃO
The Grand Budapest Hotel

MELHOR FIGURINO
The Grand Budapest Hotel

MELHOR FOTOGRAFIA
Birdman or (The Unexpected Virtue of Ignorance)

MELHOR EDIÇÃO
Whiplash

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO
The Grand Budapest Hotel

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
The Grand Budapest Hotel

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
Glory” – Selma

MELHOR MIXAGEM DE SOM
Whiplash

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
American Sniper

MELHOR EFEITOS VISUAIS
Interstellar

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
Ida

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
Big Hero 6 (Disney)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Citizenfour

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM
Crisis Hotline – Veterans Press 1

MELHOR CURTA-METRAGEM
The Phone Call

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO
Feast

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s