APOSTAS DE DEZEMBRO – MELHOR FILME

Dezembro começou e já foi dada a largada à temporada dourada do cinema e, com ela, nossa primeira análise sobre os possíveis indicados nas principais categorias antes das indicações em janeiro.

A cada post, daremos exclusividade a uma categoria específica e, em fevereiro, uma análise mais concreta sobre os indicados ao Oscar. Como a regra da Academia manteve-se, na categoria principal, com até 10 indicados, resolvemos manter este número, então acompanhe nossos posts e opine.

aposta11Aplaudido no Festival de Veneza e favorito para alguns prêmios da crítica, “Birdman“, de Alejandro González Iñárritu, saiu na frente como um dos filmes que, com certeza, constarão entre os melhores do ano e entre os indicados a melhor filme no próximo Oscar. Num belo exemplar de metalinguagem, o longa conta com um elenco conhecido e, em parte, talentoso, e que deve receber indicações em quase todas as categorias de atuação, além de algumas técnicas, e com boas chances de sair com algumas estatuetas.

Um que pode sair sem prêmio algum mas que, com certeza, será muito bem recebido pelo público, é o drama biográfico “The Theory of Everything“, de James Marsh, que opta por centrar-se na vida amorosa do físico Stephen Hawkins com sua esposa Jane ao invés da profissional, o que talvez causasse sono em boa parte da audiência. O filme deve conseguir indicações para seu casal de atores jovens e talentosos como também algumas técnicas, mas nada que ameace outras produções.

Falando em categorias técnicas, um filme que pode dominá-las é “Interstellar“, do sempre competente Christopher Nolan, que também deve beliscar sua indicação a melhor filme, mas novamente pode passar em branco sua demorada e mais do que merecida indicação a direção. Por ser uma ficção cerebral, e não ter rendido tanto quanto o estúdio esperava, deve ficar com alguma técnica, talvez repetindo os prêmios de “Inception”.

Já o vencedor em Toronto, “The Imitation Game“, de Morten Tyldum, segue firme e forte como um dos favoritos, tendo o obscuro Harvey Weinstein como padrinho par ajudar a levar algumas estatuetas e angariar indicações em todas as categorias possíveis. Bem aceito por onde passou, o filme não causou furor, mas deve sair como um dos principais vencedores da premiação.

O único filme que talvez possa atrapalhar e ameaçar os demais é o pequeno (em todos os sentidos) “Boyhood“, de Richard Linklater. O longa que demorou 12 anos para ser filmado por utilizar sempre os mesmos atores no período, dando maior veracidade a uma história simples e comum, foi muito bem recebido por quase toda a crítica e parte do público, que abraçou o filme e deve empurrá-lo para indicações em categorias importantes como atuação e edição.

Infelizmente “Foxcatcher“, de Bennett Miller, um dos melhores filmes do ano, não teve a recepção esperada, e isso pode ter aberto espaço para que “Whiplash“, de Damien Chazelle, um filme pequeno, mas arrebatador, ‘roube’ sua vaga. O longa ganhou força em alguns festivais, e as indicações ao Independent Spirit podem tê-lo colocado nos holofotes e impulsionado para conseguir indicações mais importantes, além do favorito J. K. Simmons.

Também ovacionado, “Selma“, de Ava DuVernay, recebeu uma recepção calorosa em sua exibição privada e aparece com força para abocanhar as poucas vagas restantes em categorias importantes, como direção e ator, mas assim como a maioria, não deve levar nenhuma estatueta, no entanto cresceu na hora certa, e isso será importante para sua promoção.

Outro filme dirigido por uma mulher que chega forte à disputa é o acadêmico “Unbroken“, de Angelina Jolie, que desde o trailer percebe-se que foi feito para agradar os membros da academia de tão quadrado que é, mas que com certeza também será aceito pelo grande público, sempre receptivo a filmes pouco desafiadores.

E falando em desafio, nada como ver um diretor competente entregar outro grande trabalho. Estamos nos referindo a “Gone Girl“, de David Fincher, que por ter estreado em outubro, vem perdendo alguma força, mas sua vitória no Hollywood Film Festival, reacendeu suas chances, e com sua boa arrecadação, reaparece com chance de indicações em várias categorias, sendo um dos mais fortes na disputa na categoria.

E por último, mas não menos importante, “Into the Woods“, musical de Rob Marshall, entra para fechar as apostas (isso se não insistirem na besteira de indicarem 9 filmes). O filme foi ovacionado em sua exibição privada, o que fez com que repensássemos suas chances, e agora parece que vem não só para completar, mas para ser o líder de indicações e também levar alguns prêmios para casa, sem dizer que será um sucesso de público e talvez o indicado com maior arrecadação.

Claro que ainda é cedo para cravar qualquer coisa, mas analisando o cenário atual, acreditamos que estes sejam os mais cotados, mas não podemos deixar de citar algumas possíveis surpresas, como “The Grand Hotel Budapest” e “Inherent Vice“, dos cultuados Wes Anderson e Paul Thomas Anderson, respectivamente, ou ainda “Foxcatcher” que, mesmo caindo consideravelmente nas apostas, não pode ser totalmente ignorado, mas conforme as premiações forem saindo, teremos mais clareza do cenário.

Anúncios

2 Respostas para “APOSTAS DE DEZEMBRO – MELHOR FILME

  1. Não sei se os outros já foram lançados legalmente ou não, mas o único que ei vô foi BOYHOOD. Me agradou. Longe de ser algo extraordinário, eu gosto da simplicidade e por palpar o cotidiano em várias cenas. Gosto desse lance sem muito artifício, sem maquiagem
    Ao mesmo tempo, tem problemas de ritmo e certa preguiça temática. Um bom filme, apenas

    Curtir

    • Legalmente poucos foram lançados, a maioria só a partir de janeiro, e como pôde ver, Boyhood não me agradou em nada, por mais que eu valorize o trabalho do Linklater, que sempre achei fraquinho. O filme é uma espécie de álbum, com recortes da época do rapaz, mas é monótono demais.

      Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s